Marcadores

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Tucuxi

A postagem de hoje está relacionada com a de ontem.


Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Mamíferos
Ordem: Cetartiodactyla
Família: Delphinidae
Gênero: Sotalia
Espécie: Sotalia fluviatilis

Esta espécie de golfinho  é encontrada na Bacia Amazônica, mais precisamente no Colômbia, Peru, Equador e Brasil. Seu habitat são os rios e estuários.
É um animal social. Vive em grupos de até 6 indivíduos. Costuma caçar em grupo. Alimenta-se basicamente de peixes. Também come moluscos.
Não se conhece muito sobre a reprodução. Sabe-se que ocorre de agosto a outubro. A fêmea dá à luz a apenas um filhote, após período de gestação é de 10 a 11 meses. Acredita-se que a mãe cuide sozinha do filhote. Este torna-se adulto por volta dos 6 anos de idade. A expectativa de vida é de cerca de 35 anos.
Em algumas localidades é caçado pela carne e pela gordura. Porém, há dados consistentes sobre seu estado de conservação na natureza.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Boto Cinza

Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Mamíferos
Ordem: Cetacea
Família: Delphinidae
Gênero: Sotalia
Espécie: Sotalia guianensis

Esta espécie de golfinho é encontrada na América Central e do Sul, mais precisamente no Brasil, Guiana, Colômbia, Costa Rica, Guiana Francesa, Suriname, Panamá, Honduras, Nicarágua, Trinidad e Tobago, Venezuela e Bolívia. Seu habitat são os estuários e águas costeiras.
Vive em grupos de até 40 indivíduos. Alimenta-se basicamente de peixes marinhos, comendo também crustáceos e moluscos.
Reproduz-se a cada 3 anos. A mãe dá à luz a apenas um filhote após uma gestação de 12 meses. Torna-se adultos com cerca de 7 anos de idade. A expectativa de vida é de 30 anos.
Muitas vezes, os botos cinzas ficam presos nas redes dos pescadores, o que tem contribuído para a diminuição de sua população. Pode torna-se uma espécie em extinção num futuro próximo.


segunda-feira, 24 de abril de 2017

Acará Bandeira

Imagem retirada de "O Mundo dos Animais", Editora Nova Cultural

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Osteichthyes
Ordem: Perciformes
Família: Cichlidae
Gênero: Pterophyllum
Espécie: Pterophylum scalare

Este belo peixe é encontrado na Bacia Amazônica que compreende o Brasil, Colômbia, Peru e Guiana. Seu habitat são os rios.
Vive em águas calmas com bastante vegetação aquática. Não é um nadador muito eficiente. Alimenta-se de pequenos invertebrados aquáticos, pequenos peixes e plantas aquáticas.
Os ovos são postos nas pedras e na vegetação aquática. Antes da desova, o casal limpa cuidosamente o local. Quando as larvas eclodem, o macho as transporta cuidadosamente para a vegetação aquática. É o macho que se encarrega da criação dos filhotes.
O acará bandeira é muito apreciado como peixe de aquário. Pode viver cerca de quinze anos em cativeiro. Não está ameaçado de extinção.

sábado, 22 de abril de 2017

Beija-flor Abelha

Imagem retirada de "O Mundo dos Animais", Editora Nova Cultural

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Aves
Ordem: Apodiformes
Família: Trochilidae
Gênero: Mellisuga
Espécie: Mellisuga helenae

Esta espécie de beija-flor é endêmica de Cuba. Seu habitat são as florestas, vales, áreas pantanosas, subúrbios e jardins.
É um animal diurno. É bastante territorial. Os machos costumam ser bastante agressivos com aqueles que invadem seu território. Alimenta-se basicamente de néctar de flores, mas também come pequenos insetos e aranhas que pousam nas flores.
A reprodução ocorre do final da estação das chuvas até o início da estação da seca. Durante este período, os machos formam grupos e cantam para atrair as fêmeas. Cada fêmea costuma escolher aquele cujo canto mais lhe agradar. O ninho é construído pela fêmea. São utilizados musgos, cascas de árvore e teias de aranha. São postos um ou dois ovos, com período de incubação de 14 a 23 dias. A fêmea se encarrega sozinha da  incubação dos ovos e da criação dos filhotes. Os pequenos deixam o ninho com cerca de 38 dias de idade, tornando-se adultos com um ano de idade. A expectativa de vida é de 7 anos.
O beija-flor abelha, como todas as espécies de beija-flor, é importante para a polinização das flores. Não está ameaçado de extinção.

Curiosidades:
  • É a menor ave do mundo e também a menor espécie de beija flor conhecida. Mede apenas 5 centímetros. Esta informação foi publicada no Guinness Book de 2015.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Caracol do Bosque

Hoje, estarei iniciando uma enquete para decidir o centésimo animal invertebrado do blog. A enquete vai durar cerca de duas semanas. Vote na sua aranha favorita!

Imagem retirada da Internet
Classificação:
Filo: Moluscos
Classe: Gastropoda
Ordem: Stylommatophora
Família: Helicidae
Gênero: Cepaea
Espécie: Cepaea nemoralis

Esta espécie de caracol é nativa da Europa (Bélgica, França, Reino Unido, Polônia e Croácia). Foi introduzida nos Estados Unidos. Seu habitat são as florestas, campos e jardins.
Prefere ambientes sombreados e de temperatura amena. Alimenta-se de folhas, frutas, flores, cascas de árvore. Também come pequenos insetos.
A reprodução ocorre de abril a outubro. O caracol do bosque é hermafrodita, isto é, possui tanto células masculinas quanto femininas. Dois indivíduos trocam células masculinas. Após isso, é cavado um buraco no solo. São postos cerca de 20 ovos por vez. Desses ovos, eclodem pequenos caracóis semelhantes aos adultos. Em aproximadamente duas semanas, tornam adultos. A expectativa de vida é de 6 anos
O caracol do bosque não está ameaçado de extinção .

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Peixe Jacaré

Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Osteichthyes
Ordem: Lepisosteiformes
Família: Lepisosteidae
Gênero: Atractosteus
Espécie: Atractosteus spatula

Este peixe é encontrado nos Estados Unidos e México. Seu habitat são os grandes lagos, rios e pântanos.
Seu corpo é coberto por escamas duras, fazendo com que tenha a consistência de uma "armadura". É um voraz predador. Alimenta-se de outros peixes, aves aquáticas, tartarugas, pequenos mamíferos, crustáceos e carniça. Praticamente, não tem predadores pelo seu grande tamanho. Pode chegar a 3 metros. Porém, seus filhotes e jovens podem ser vítimas de predadores, como crocodilos.
Não se conhece muito sobre sua reprodução. Sabe-se que seus ovos são venenosos. Sua expectativa de vida é de aproximadamente 50 anos. 
É um peixe apreciado na pesca esportiva e utilizado como alimentos em algumas localidades. Sendo um voraz predador, o peixe jacaré é considerado prejudicial à pesca comercial. Estudos mais aprofundados se fazem necessários para avaliar seu estado de conservação na natureza.

domingo, 16 de abril de 2017

Mosca-da-fruta Mediterrânea

Para ler um reportagem sobre a mosca, clique aqui.

Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Artrópodes
Classe: Insecta
Ordem: Diptera
Família: Threpitidae
Gênero: Ceratitis
Espécie: Ceratitis capitata

A mosca-da-fruta mediterrânea é originária da África. Já foi introduzida acidentalmente em várias partes do mundo. Seu habitat são as florestas, dunas, áreas abertas e lavouras.
É considerada uma praga para a produção de frutas em várias partes do Globo. Alimenta-se da polpa das frutas. Normalmente, a fêmea põe seus ovos durante as épocas quentes do ano, que coincidem com as épocas de produção e colheita de frutas.  Cada fêmea põe de 200 a 800 ovos por vez. Após um período de 1 a 3 dias, a larva eclode do ovo. A fase de larva dura de 6 a 11 dias. Em seguida, segue a fase de pupa, que dura 10 a 15 dias. O adulto vive cerca de 35 dias, após emergir da pupa.