Marcadores

domingo, 25 de janeiro de 2015

Albatroz Gigante

Imagem retirada de "O Fascinante Mundo Animal", IMP Online


Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Aves
Ordem: Procellariiformes
Família: Diomedeidae
Gênero: Diomedea
Espécie: Diomedea exulans

Também conhecido é conhecido como albatroz errante. Pode ser encontrado nos oceanos do Hemisfério Sul e em algumas ilhas oceânicas do Atlântico. Seu habitat são as regiões costeiras, mares e oceanos.
Possui a maior envergadura de asas entre as aves, o que faz dele um ótimo voador. Passa praticamente toda a vida voando. Quando voa utiliza-se das correntes de ar . Pousa na água apenas para se alimentar e em terra para acasalar e nidificar. Alimenta-se de peixes, lulas, camarões, águas-vivas e ocasionalmente animais mortos.
Os albatrozes reúnem-se em grandes colônias na época da reprodução. Formam casais fixos durante toda a vida. A fêmea põe apenas um ovo de cada vez. O período de incubação é de 78 dias. Os albatrozes tornam-se adultos por volta dos 10 anos de idade. Sua longevidade é de aproximadamente 40 anos. Cerca de 70% dos filhotes morrem antes do primeiro ano de vida.
O albatroz está ameaçado de extinção. As principais causas são a pesca comercial de peixes e a introdução de espécies invasoras em seu habitat. Muitos albatrozes ficam presos em linhas de pesca. São arrastados, não conseguem se libertar e morrem.

Assista abaixo um vídeo com o albatroz


sábado, 24 de janeiro de 2015

Caravela Portuguesa

Imagem retirada de "O Fascinante Mundo Animal", IMP Online

Classificação:
Filo: Cnidaria
Classe: Hydrozoa
Ordem: Siphonophora
Família: Physaliidae
Gênero: Physalia
Espécie: Physalia physalis

A caravela portuguesa é uma das mais temidas águas-vivas do planeta. É encontrada nos mares e oceanos quentes do globo. Deve seu nome popular porque seu formato lembra o chapéu usado pelos antigos marinheiros portugueses.
Na verdade, não se trata de um único animal, mas é uma colônia de pólipos unidos. Sua vida tem duas fases: uma de pólipo e outra de água-viva propriamente dita, na qual se torna adulta. É nessa fase de água-viva que são colocados os gametas na água, originando larvas que posteriormente se desenvolverão pólipos e medusas. Sua longevidade é de apenas alguns meses.
Vive à deriva nas águas oceânicas. Seu movimento é normalmente causado pelo vento. Alimenta-se de pequenos peixes e organismos marinhos, que captura com seus tentáculos, após imobilizar com seu veneno paralisante.
Apesar de ser vulnerável à poluição e derramamento de petróleo, a caravela portuguesa ainda é abundante e não está ameaçada de extinção.

domingo, 18 de janeiro de 2015

Cobra cega de listras amarelas


Imagem retirada da Internet


Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Anfíbios
Ordem: Gymnophiona
Família: Ichthyphiidae
Gênero: Ichthyophis
Espécie: Ichthyophis glutinosus



Esta espécie de cobra cega é endêmica do Sri Lanka. Habita as regiões central e sudoeste do país. Seu habitat são florestas, arrozais, plantações de borracha, zonas rurais e fazendas, áreas pantanosas e pastagens.
É uma espécie normalmente de vida subterrânea. Os adultos são frequentemente encontrados em meio ao húmus, esterco ou vegetação em decomposição. Os ovos são postos na terra. Os filhotes vivem em água corrente.
Ainda não está ameaçada de extinção, mas poluição e destruição de seu habitat são fatores relevantes para a diminuição de sua população.

sábado, 17 de janeiro de 2015

Periquito Rico




Imagem retirada da Internet
Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Aves
Ordem: Psittaciformes
Família: Psittacidae
Gênero: Brotogeris
Espécie: Brotogeris tirica

Também conhecido como periquito verdadeiro ou periquito verde, este psitacídeo é endêmico do Brasil. É uma ave típica da Mata Atlântica. Seu habitat são as  florestas, áreas abertas, parques e jardins.
Alimenta-se de uma grande variedade de frutas, alguns tipos de flores com néctar adocicado, insetos e suas larvas. Utiliza seu pé para colocar o alimento na boca.
Vive em casais que permanecem juntos durante a vida inteira. Os sexos são semelhantes entre si, mas o macho costuma ser mais robusto. O casal costuma cuidar da plumagem um do outro. Constrói seu ninho em cavidades de árvores. São postos 4 ovos de cada vez, com período de incubação de cerca de 26 dias. Os filhotes são cuidados pelos pais durante 5 semanas. A expectativa de vida é de, em média, 20 anos.
Felizmente, ainda não está ameaçado de extinção.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Mariposa Bruxa



Créditos da foto ao meu amigo Fabio Moreira.

Classificação:
Filo: Artrópodes
Classe: Insecta
Ordem: Lepdoptera
Família: Noctuidae
Gênero: Ascalapha
Espécie: Ascalapha odorata

Essa espécie de mariposa é comumente encontrada em regiões tropicais por todo o planeta. Geralmente habita locais com temperatura elevada. Recebeu o nome popular devido às suas cores escuras.
As fêmeas são maiores que os machos. São insetos homometábulos, ou seja, com metamorfose completa, com estágios de ovo, larva, pupa e adulto. Alimenta-se principalmente de plantas, preferencialmente de folhas de ingá e plantas leguminosas, na fase larval. Na fase adulta, alimenta-se de néctar de flores.
As larvas (lagartas) da mariposa bruxa são consideradas pragas para a lavoura.
A mariposa bruxa, assim como todas as borboletas e mariposas, é um importante agente polinizador de flores. Ainda é uma espécie abundante.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Muflão Americano

Esta é a primeira postagem de 2015. Aproveitando que 2015 é o "Ano do Carneiro" no Horóscopo Chinês, hoje, estarei postando um carneiro selvagem. Feliz 2015 a todos!


Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Mamíferos
Ordem: Artiodactyla
Família: Bovidae
Gênero: Ovis 
Espécie: Ovis canandensis

Também conhecido como muflão das Montanhas Rochosas, este carneiro selvagem é encontrado no Canadá, nos Estados Unidos e no México. Seu habitat são as regiões montanhosas, vales e regiões desérticas e semidesérticas.
O muflão é um animal bem adaptado para a vida nas montanhas. É capaz de andar com habilidade nos acidentados terrenos montanhosos e saltar obstáculos. É um animal diurno e vive em grupos. Alimenta-se de plantas.
Fora da época do acasalamento os muflões formam grupos de animais do mesmo sexo. O acasalamento ocorre na primavera. Os machos lutam ferozmente para acasalar com as fêmeas. A gestação dura 174 dias e  a mãe geralmente dá à luz a apenas um filhote por vez. Assim que nasce, o filhote já é capaz de acompanhar a mãe. O muflão torna-se adulto por volta dos 3 anos de idade. Sua longevidade é aproximadamente 20 anos.
Infelizmente, o muflão americano está ameaçado de extinção devido à caça, destruição de seu habitat e por contrair doenças de animais domésticos.

Curiosidades:
  • Boa parte dos cientistas acredita que o muflão seja ancestral do carneiro doméstico.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Tubarão Tigre

Esta é última postagem de 2014. Agradeço a todos aqueles que visitam meu blog, dão sugestões e escrevem comentários. É por causa de vocês é que este blog existe. Que venha 2015 com mais postagens!

Imagem retirada de "O Fascinante Mundo Animal", IMP Online

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Chondrichthyes
Ordem: Carcharhiniformes
Família: Carcharhinidae
Gênero: Galeocerdo
Espécie: Galeocerdo cuvier 

O tubarão tigre é encontrado nas águas tropicais e temperadas de todo o mundo, desde os Estados Unidos ( Massachussetts)ao Uruguai, na costa atlântica americana e na costa pacífica das Américas, da Califórnia ao Peru. Seu habitat são as águas costeiras, mares, oceanos e recifes.
Passa a maior parte do dia em alto-mar. À noite nada para a zona costeira atrás de presas. É um perigoso e voraz predador. Sua alimentação é muito variada. Suas principais presas são peixes ósseos, outros tubarões, raias, tartarugas, aves marinhas, águas-vivas, mamíferos terrestres e marinhos. Os filhotes de tubarão tigre podem ser vítimas da voracidade dos exemplares adultos. O ser humano também pode ser considerado como parte do cardápio. Tamanha é a voracidade do tubarão tigre que há relatos de garrafas, latas e outros detritos terem sido encontrados no interior do estômago do animal.
Normalmente solitário, os machos só procuram as fêmeas na época do acasalamento. Os filhotes do tubarão tigre se desenvolvem no interior do corpo da mãe, durante 18 meses. Uma fêmea pode dar à luz de 10 a 82 filhotes de cada vez. Os filhotes torna-se adultos por volta dos 10 anos de idade. A longevidade é de cerca de 50 anos.

Curiosidades:
  • Apesar de ser considerado muito perigoso, o tubarão tigre é apenas o segundo lugar na lista dos tubarões mais perigosos, "perdendo" apenas para o tubarão branco.