Marcadores

domingo, 12 de abril de 2015

Lagartixa Tokay

Imagem retirada e editada de "O Mundo dos Animais", Editora Nova Cultural

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Répteis
Ordem: Squamata
Família: Gekkonidae
Gênero: Gekko
Espécie: Gekko gecko

Esta lagartixa é encontrada do nordeste da Índia até a Austrália. Seu habitat são as florestas tropicais. É normalmente encontrada em árvores ou em penhascos.
A lagartixa tokay é um animal territorial e bastante agressivo. Defende seu território ferozmente da invasão de indivíduos da mesma espécie e até de diferentes espécies. Utiliza-se de sons para advertir seus rivais. É um animal noturno. Alimenta-se basicamente de insetos. Baratas e gafanhotos são suas principais presas.
Solitária durante a maior parte do ano, procura parceiros apenas durante a época do acasalamento. Os machos emitem sons para atrair as fêmeas. Após o acasalamento, a fêmea põe ovos que são protegidos pelo casal até o nascimento dos filhotes. A longevidade da lagartixa tokay é de cerca de dez anos.
Em alguns lugares do mundo, a lagartixa tokay é muito apreciada como animal de estimação.

Curiosidades:

  • Em algumas regiões do Sudeste Asiático, a lagartixa tokay é associada à boa sorte  e fertilidade.


sábado, 11 de abril de 2015

Sapo Corredor

Para conhecer um parente próximo, clique aqui.

Imagem retirada de "O Fascinante Mundo Animal", IMP Online
Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Anfíbios
Ordem: Anura
Família: Bufonidae
Gênero: Bufo
Espécie: Bufo calamita

O sapo corredor recebe o nome popular porque  prefere fugir correndo de seus predadores, devido às suas pernas curtas que não são apropriadas para saltar. É encontrado na Europa ocidental e central, norte dos Alpes, de Portugal à Rússia. Seu habitat são as dunas costeiras, habitats abertos e planícies.
Como a maioria dos anfíbios, sua pele se desidrata muito facilmente.  Assim, passa o dia inteiro enterrado no solo. Sai à noite para caçar seu alimento que inclui insetos, minhocas e aranhas.
Normalmente solitário, forma pares apenas na época do acasalamento. Como todos os anuros, o macho atrai a fêmea com seu coaxar. A fêmea põe, na água, de 1500 a 7000 ovos por vez. O período de incubação dos ovos é de 5 a 8 dias. Os girinos se alimentam de plantas aquáticas. A longevidade do sapo corredor é de cerca de 15 anos.
O sapo corredor ainda não está ameaçado de extinção, porém a poluição pode ser muito prejudicial a ele. O animal é protegido por lei na Grã-Bretanha.

Curiosidades:
  • Apesar de ser um animal aquático, o sapo corredor é um péssimo nadador. Fica sempre nas águas rasas. Se cair em águas profundas, é grande a chance de se afogar.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Caranguejo Aranha Japonês

Imagem retirada de "O Mundo dos Animais", Editora Nova Cultural

Classificação:
Filo: Artrópodes
Classe: Crustacea
Ordem: Decapoda
Família: Inachidae
Gênero: Macrocheira
Espécie: Macrocheira kaempferi

O caranguejo aranha japonês é encontrado no Oceano Pacífico, próximo às ilhas japonesas de  Honshu e Kyushu. Também já foram vistos na costa de Taiwan. Seu habitat é o fundo arenoso ou rochoso da plataforma continental.
É um animal onívoro. Alimenta-se de peixes, pequenos crustáceos e outros invertebrados marinhos, algas e detritos.
A reprodução ocorre entre os meses de janeiro e março, no começo da primavera. O macho insere no interior da fêmea seus espermatozóides. A fêmea põe cerca de um milhão de ovos por vez. A mãe carrega os ovos em suas costas até que eles eclodam. As larvas eclodem dos ovos após um período de incubação de aproximadamente dez dias. O caranguejo aranha passa por inúmeras metamorfoses até se tornar adulto. Isso dura cerca de 70 dias. Há estudos dizendo que a longevidade do caranguejo aranha é de cerca de cem anos.

Não há dados sobre seu estado de conservação. É rara a interação do caranguejo aranha com o ser humano.

Curiosidades:
  • É a maior espécie de caranguejo conhecida. Suas pernas alcançam cerca de 3,5 metro de envergadura.

domingo, 5 de abril de 2015

Pika de Ili

Este pequeno mamífero foi raras vezes visto, foi "redescoberto em 2014". Para ler uma reportagem sobre o animal, clique aqui.
Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Mamíferos
Ordem: Lagomorpha
Família: Ochotonidae
Gênero: Ochotona
Espécie: Ochotona iliensis

Este pequeno mamífero, do mesmo grupo do coelho, é uma espécie endêmica da China. Seu habitat são as regiões montanhosas e de encostas desse país.
O pika de Ili é um animal de hábitos preferencialmente diurnos, mas algumas vezes foi visto movimentando-se no período noturno. É herbívoro e tem o costume de coletar capim e armazená-lo para secar, formando “pilhas de feno”.
A fêmea dá à luz a um ou dois filhotes por ano. O restante dos hábitos reprodutivos não é conhecido pela Ciência.
Foi descoberto em 1983. Nos anos 90, estimava-se que existiam apenas dois mil exemplares. Hoje em dia, estima-se que não existam mais de mil indivíduos da espécie. Portanto, está criticamente ameaçado de extinção. As principais causas de seu declínio seriam a poluição e o Aquecimento Global.


sexta-feira, 3 de abril de 2015

Bacalhau

Aproveitando o feriado da Sexta Feira da Paixão, tradicional entre os católicos, estarei postando um peixe muito consumido durante essa época do ano.


Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Osteichthyes
Ordem: Gadiformes
Família: Gadidae
Gênero: Gadus
Espécie: Gadus morhua

O bacalhau é um peixe nativo do Atlântico, encontrado geralmente na América do Norte e Europa. Seu habitat são as águas temperadas dessas regiões.
Vive em grandes cardumes de milhares de indivíduos. É um peixe muito voraz. Come praticamente de tudo. Suas presas são outros peixes, crustáceos, vermes marinhos, moluscos e até estrelas do mar. As larvas alimentam-se de zooplâncton.
O acasalamento ocorre entre fevereiro e abril. Os animais costumam migrar para águas mais quentes para se reproduzirem. As fêmeas mais jovens costumam pôr cerca de quinhentos mil ovos por vez. Segundo alguns cientistas, as fêmeas mais velhas costumam pôr até 15 milhões de ovos. A mortalidade das larvas é alta, mas é compensada pela alta fertilidade da espécie. Suas larvas são planctônicas. A longevidade é de cerca de 20 anos.
O bacalhau é um peixe muito importante na pesca comercial. Isso tem reduzido muito seu número, tornando sua carne bem cara. Isso pode causar sua extinção num futuro próximo.

Curiosidades:
  • O óleo de fígado de bacalhau antigamente era ministrado às crianças, por ser muito rico em vitamina A e vitamina D, a fim de prevenir o raquitismo.

domingo, 29 de março de 2015

Camarão Louva-a-deus

Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Artrópodes
Classe: Crustacea
Ordem: Stomatopoda
Família: Squillidae
Gênero: Squilla
Espécie: Squilla mantis

Este crustáceo recebe o nome popular porque é um predador voraz assim como o louva-a-deus. O camarão louva-a-deus é encontrado na costa do Mar Mediterrâneo. Seu habitat são os substratos arenosos e lodosos em profundidades de 100 a 200 metros. 
Tem hábitos noturnos.  Durante o dia, fica escondido dentro de um buraco no substrato onde vive. É um predador de emboscada. Assim que alguma possível presa passa perto do buraco, normalmente é capturada com o auxílio de suas garras retráteis. Suas principais presas são pequenos camarões e outros pequenos crustáceos.
O camarão louva-a-deus normalmente são animal solitário. Pode encontrar um exemplar do sexo oposto a milhas de distância ou em um buraco próximo. O macho insere seu sêmen no receptáculo seminal da fêmea e assim os óvulos são fertilizados. A fêmea põe ovos que inicialmente fazem parte do zooplâncton. O próximo estágio são as larvas. O último estágio é a fase adulta. Sua expectativa de vida é de aproximadamente 3 anos.

Curiosidades:

  • Segundo os cientistas, a força e a velocidade do golpe da garra de um camarão louva-a-deus pode ser comparada a um tiro de uma bala de revólver.

sábado, 28 de março de 2015

Urso de Óculos

Imagem retirada de "O Fascinante Mundo Animal", IMP Online

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Mamíferos
Ordem: Carnivora
Família: Ursidae
Gênero: Tremarctos
Espécie: Tremarctos ornatus

Esta espécie de urso recebe o nome popular devido aos círculos de cor creme em volta dos olhos, que lembram óculos. É encontrado na Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Brasil. Já foi visto no Panamá e na Argentina. Seu habitat são as regiões montanhosas, planícies a grande altitude e florestas tropicais úmidas.
É a única espécie de urso da América do Sul. Possui fortes garras que lhe permitem escalar árvores e rasgar cascas de árvores. É essencialmente vegetariano. Sua dentição evoluiu para uma alimentação praticamente vegetariana. Alimenta-se principalmente de frutas, bromélias, folhas e cascas de árvores, grãos e insetos. Ocasionalmente, alimenta-se de pequenos roedores. 
Solitário na maior parte do ano, só forma casais na época do acasalamento. A gestação é de 6 a 8 meses, dependendo das condições ambientais e da oferta de alimento. A fêmea dá à luz de 1 a 3 filhotes por vez. Torna-se adulto aos 3 anos de idade. Estima-se que sua longevidade seja de cerca de 25 anos em liberdade. Chega aos 39 anos em cativeiro.
Infelizmente, o urso de óculos está ameaçado de extinção, devido à caça e a destruição de seu habitat.