Marcadores

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Aranha Aquática


Imagem retirada da Internet


Classificação:
Filo: Artrópodes
Classe: Arachnida
Ordem: Araneae
Família: Cybaeidae
Gênero: Argyroneta
Espécie: Argyroneta aquatica

Também é conhecida como aranha mergulhadora. Esta espécie de aranha é encontrada na Europa e na Ásia Central. Seu habitat são lagos, pântanos, brejos e rios.
É a única espécie de aranha que passa sua vida inteira embaixo d'água. Constrói um ninho esférico embaixo d'água utilizando-se das plantas aquáticas como ponto de apoio. Usa os pelos de seu abdômen  para transportar bolhas de ar para dentro do ninho. Essas bolhas de ar agem como "guelras", extraindo o oxigênio dissolvido na água e dispersando o gás carbônico.
Alimenta-se principalmente de insetos aquáticos. Também come pequenos crustáceos e zooplâncton. Seus principais inimigos naturais são alguns peixes, insetos e anfíbios.
Normalmente, machos e fêmeas fazem ninhos separados. Apenas se encontram na época da reprodução, que ocorre no verão. A fêmea põe de 50 a 600 ovos por vez. Os filhotes torna-se independentes em duas a quatro semanas após o nascimento. A expectativa de vida é de aproximadamente dois anos.

domingo, 14 de dezembro de 2014

Aranha D'água



Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Artrópodes
Classe: Insetos
Ordem: Hemiptera
Família: Gerridae
Gênero: Gerris
Espécie: Gerris remidis

Apesar do nome popular, este animal é um inseto. Também é conhecido com "inseto Jesus". Utiliza-se da tensão superficial para poder andar sobre a água. Seu habitat são os pântanos, lagos e outros cursos de águas calmas por todo o planeta.
Alimenta-se principalmente de insetos e pequenos organismos aquáticos. Às vezes, come insetos voadores e terrestres que ocasionalmente caiam na água. Paralisa suas presas através de um veneno que secreta através de uma espécie de "tromba" em seu aparelho bucal. Seus principais inimigos são as aves aquáticas.
Nas regiões tropicais as aranhas d'água se reproduzem durante todo o ano. Nas outras regiões, apenas na estação quente. As fêmeas põem ovos sobre as plantas aquáticas. Dos ovos nascem larvas conhecidas como ninfas. Estas passam por vários estágios de metamorfose até se tornarem adultas.
Nas regiões temperadas, as aranhas d'água hibernam sob as plantas aquáticas durante o inverno.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Perereca Assobiadora



Essa espécie de anfíbio invasora foi encontrada no bairro do Brooklin, em São Paulo. Confira aqui na reportagem da Folha de São Paulo de 07 de dezembro de 2014,.

Imagem retirada da Internet
Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Anfíbios
Ordem: Anura
Família: Eleutherodactylidae
Gênero: Eleutherodactylus
Espécie: Eleutherodactylus johnstonei

A distribuição original da perereca assobiadora são as ilhas do Caribe, mais precisamente em  Anguilla, Antígua e Barbuda, Barbados, Dominica, Granada, Guadalupe, Martinica, Montserrat, Antilhas Holandesas, São Cristóvão e Nevis, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas. Foi introduzida em Aruba, Bermuda, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Guiana Francesa, Guiana, Jamaica, Panamá, Trinidad e Tobago, Venezuela. Seu habitat são as florestas, áreas colonizadas pelo ser humano e áreas urbanas.
Alimenta-se basicamente de insetos, como formiga e gafanhotos. Come também aranhas. Reproduz-se durante a estação das chuvas. Os machos cantam para atrair as fêmeas. Os ovos são postos e fertilizados na água. São postos de 10 a 30 ovos por vez, formando uma massa mucosa e gelatinosa.
A perereca assobiadora tornou-se uma praga nas localidades onde foi introduzida, competindo com as espécies locais e estando livres de predadores. Os cientistas brasileiros acreditam que os animais tenham chegado no país dentro de bromélias ou abandonados por criadores de espécies exóticas.

sábado, 6 de dezembro de 2014

Galinhola



Imagem retirada de "O Mundo do Animais", Editora Nova Cultural.

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Aves
Ordem: Charadriiformes
Família: Scolopacidae
Gênero: Scolopax
Espécie: Scolopax minor

A galinhola é encontrada somente na América do Norte. Seu habitat são as florestas temperadas abertas.
A cor de sua plumagem favorece sua camuflagem no meio ambiente. É uma ave de hábitos crepusculares e noturnos. Possui um bico muito sensível que é muito útil para encontrar comida. Alimenta-se principalmente de pequenos invertebrados. Tem hábitos solitários.
Durante a época do acasalamento, o macho realiza um ritual de corte conhecido como "dança aérea" para atrair a atenção da fêmea. Quando atrai a atenção de uma fêmea, acasala com ela. Após copular com a fêmea, o macho sai à procura de outra fêmea.
O macho não participa do cuidado com os filhotes. Assim, a fêmea faz tudo sozinha. Constrói um ninho no chão onde geralmente põe 4 ovos, com período de incubação de 20 a 22 dias. Os filhotes tornam-se adultos com um ano de idade. A expectativa de vida da galinhola é de 8 anos. Felizmente, não está ameaçada de extinção.

Curiosidades:
  • O tamanho de seus olhos e sua disposição para os lados conferem à galinhola uma visão de quase 360 graus. Isso é importante para perceber a presença de predadores, enquanto procura seu alimento.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Gafanhoto do Deserto

Imagem retirada de "O Fascinante Mundo Animal", IMP Online


Classificação:
Filo: Artrópodes
Classe: Insecta
Ordem: Orthoptera
Família: Catantopidae
Gênero: Schistocerca
Espécie: Schistocerca gregaria

Esta espécie de gafanhoto é encontrada no norte e leste da África, Oriente Médio, Índia e Bangladesh. Seu habitat são os desertos, áreas semiáridas, áreas abertas e pradarias.
É um inseto adaptado à vida em locais com pouca água. Suas fortes peças bucais são adaptadas para rasgar as mais duras das fibras vegetais. Seu sistema digestivo é adaptado para extrair o máximo de água das plantas de que se alimenta. Pode extrair água até dos talos e folhas secas. Passa boa parte do dia se alimentando. Assim, pode suportar grandes períodos de seca.
Reproduz-se durante a estação das chuvas. O macho corteja a fêmea "cantando" para ela. O "canto" também é usado para afastar prováveis rivais. A fêmea põe de 300 a 1000 ovos num buraco no chão. Desses ovos eclodem pequenos filhotes conhecidos como ninfas. As ninfas trocam de pele várias vezes até desenvolverem asas para voar, tornando-se adultas aproximadamente aos 3 meses de idade. A longevidade do gafanhoto do deserto é de cerca de seis meses.
Em algumas localidades, os gafanhotos constituem em pragas terríveis para as colheitas.

domingo, 30 de novembro de 2014

Cormorão

Imagem retirada de "O Mundo dos Animais", Editora Nova Cultural


Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Aves
Ordem: Pelecaniformes
Família: Phalacrocoracidae
Gênero: Phalacrocorax
Espécie: Phalacrocorax carbo

Esta ave aquática é encontrada na Europa, Ásia, Austrália, África e litoral nordeste dos Estados Unidos. Seu habitat são as áreas costeiras, rios, lagos e estuários.
O cormorão é uma ave social que vive em colônias às margens dos cursos de água de seu habitat. Comunica-se com seus companheiros através de grasnados de diferentes tons. Alimenta-se basicamente de peixes e crustáceos aquáticos. Sua grande habilidade de mergulho e natação o tornam um excelente pescador.
O macho defende ferozmente sua área de nidificação durante a época da reprodução. Forma casais monogâmicos e chegam a utilizar o mesmo ninho durante vários anos. A fêmea põe de 1 a 7 ovos com período de incubação de 28 a 31 dias. Os filhotes tornam-se adultos por volta dos dois anos de idade.

Curiosidades:

  • Em algumas partes do Japão e China, os cormorões são utilizados pelos pescadores para apanhar os peixes. As aves são capturadas ainda jovens e treinadas para capturar peixes e retornar para o barco. Uma corda é amarrada em seu longo pescoço para evitar que o peixe seja engolido, após ser capturado.
Assista a pesca com cormorões abaixo:




sábado, 22 de novembro de 2014

Grou Coroado

Imagem retirada de "O Fascinante Mundo Animal", IMP Online


Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Aves
Ordem: Gruiformes
Família: Gruidae
Gênero: Balearica
Espécie: Balearica pavonina

O grou coroado recebe esse nome popular graças às belas penas da cabeça. É encontrado na África. Seu habitat são as zonas úmidas, planícies abertas e savanas.
De hábitos diurnos, é pouco exigente em termos de alimentação. Come invertebrados, anfíbios, peixes, pequenos répteis, sementes e plantas.
Vive em casais ou em pequenos grupos. Forma casais monogâmicos. A reprodução ocorre na época das chuvas. São postos de 2 a 3 ovos, em média. O período de incubação dos ovos é de 28 a 31 dias. A longevidade do grou coroado é desconhecida.
O grou coroado é muito apreciado como ave ornamental. Felizmente, não está ameaçado de extinção.