Marcadores

sábado, 19 de agosto de 2017

Pseudotriton ruber

O nome em inglês deste anfíbio é "red salamander", o que significa "salamandra vermelha", em tradução livre.
Imagem retirada da Internet

Classificação:

Filo: Cordados
Classe: Anfíbios
Ordem: Caudata
Família: Plethodontidae
Gênero: Pseudotriton
Espécie: Pseudotriton ruber

Esta espécie de salamandra é endêmica dos Estados Unidos. Seu habitat são os cursos d'água em cavernas e montanhas.
É uma animal essencialmente noturno e predominantemente aquático. Alimenta-se principalmente de pequenos invertebrados. Começa sua vida comendo larvas de insetos. Conforme cresce também "aumenta o tamanho" de suas presas.
A reprodução ocorre na maior parte do ano, exceto nos meses frios, de dezembro a fevereiro. É um animal ovíparo. A fêmea põe 29 a 130 ovos, com período de incubação de 2 a 3 meses. Logo após nascerem, as larvas já são independentes. Tornam-se adultas por volta dos 4 anos de idade. Em cativeiro pode viver até 20 anos. É desconhecida sua expectativa de vida na natureza.
A salamandra Pseudotriton ruber não está ameaçada de extinção.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Cobra Arbórea Marrom

Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Répteis
Ordem: Squamata
Família: Colubridae
Gênero: Boiga
Espécie: Boiga irregularis

Esta serpente peçonhenta é nativa da Austrália, Nova Guiné e Indonésia. Seu habitat são as florestas, estuários, subúrbios, cavernas e áreas urbanas.
Como sugere seu nome popular, tem hábitos predominantemente arborícolas. Mas também é vista movimentando-se pelo chão. É uma cobra tipicamente noturna. Durante o dia, fica escondida. Sai à noite para procurar alimento. Come pequenas aves e mamíferos, anfíbios e outros répteis. Mata suas presas com auxílio de seu veneno ou por constrição.
Não há época específica do ano para sua reprodução. Porém, pode ter até duas ninhadas por ano. A fêmea põe de 3 a 12 ovos por ninhada. A incubação dura cerca de 90 dias. Não há cuidado parental. Assim que nascem, os filhotes já são independentes. Tornam-se adultos por volta dos 3 anos de idade. A expectativa de vida é de 10 a 15 anos. 
A cobra arbórea marrom não está ameaçada da extinção.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Pato Mergulhão

Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Aves
Ordem: Anseriformes
Família: Anatidae
Gênero: Mergus
Espécie: Mergus octosetaceus

Esta espécie de pato é encontrada no Brasil, Paraguai e Argentina. Seu habitat são rios de montanha, geralmente com corredeiras.
Exímio mergulhador, o pato mergulhão só sobrevive em ambientes de água limpa e transparente. Alimenta-se basicamente de peixes. Seu bico fino é bem adaptado para capturar suas presas.
É uma ave monogâmica. A reprodução ocorre de maio a setembro. Nidifica nos ocos de árvores próximos aos cursos de água. São postos até oito ovos, com período de incubação de 30 dias. Os filhotes permanecem sob cuidados dos pais até os dez meses de idade.
O pato mergulhão está criticamente ameaçado de extinção devido à destruição de seu habitat, poluição e turismo irresponsável. No Brasil, existem alguns projetos de recuperação da espécie.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Gato de Pallas

Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Mamíferos
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Gênero: Felis
Espécie: Felis manul

Este gato selvagem asiático é encontrado na Mongólia, Irã, Cazaquistão, Afeganistão, China e Rússia. Seu habitat são as áreas rochosas, estepes e montanhas.
É um animal solitário e de hábitos crepusculares e noturnos. Frequentemente utiliza-se tocas abandonadas de outros animais para se proteger das intempéries. Alimenta-se basicamente de pequenos roedores que vivem nas montanhas. Come também insetos e carniça.
A reprodução ocorre de dezembro a março. Normalmente, um macho acasala com várias fêmeas. A mãe dá à luz de 3 a 8 filhotes por vez, num período de gestação de 75 dias. Os filhotes são cuidados apenas pela mãe. Por volta dos 4 meses de idade são independentes, tornando adultos com um ano de idade. A expectativa de vida é de cerca de 21 anos.
O gato de Pallas  ainda não está ameaçado de extinção, mas pode se tornar rara em um futuro próximo. Era muito caçado para se tornar animal de estimação e por causa de sua pele. É uma espécie protegida na maioria dos países que habita.


domingo, 13 de agosto de 2017

Aruanã Prateado

Postagem Comemorativa de Dia dos Pais. Para ler a postagem de Dia dos Pais que escrevi em 2011, clique aqui.
Postagem com imagem e dados atualizados: pirarucu.

Imagem retirada de "O Mundo dos Animais" Editora Nova Cultural

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Osteichthyes
Ordem: Osteoglossiformes
Família: Osteoglossidae
Gênero: Osteoglossum
Espécie: Osteoglossum bicirrhosum

O aruanã prateado é encontrado na Bacia Amazônica, que compreende os seguintes países: Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Guiana Francesa e Peru. Seu habitat são os rios e pântanos da região.
É um peixe predador e de emboscada. Normalmente, fica escondido esperando o melhor momento para atacar sua presa. Alimenta-se de insetos, pequenos peixes e pequenas aves. Muitas vezes, é visto saltando fora da água para capturar suas presas.
A reprodução ocorre na estação das chuvas, de dezembro a janeiro. A fêmea põe uma pequena quantidade de ovos. Estes são incubados na boca do macho. O pai também aloja as larvas e os indivíduos juvenis dentro de sua boca, até que se tornem independentes, com cerca de dois meses. A expectativa de vida é de aproximadamente seis anos.
O aruanã prateado é muito apreciado com peixe de aquário. Não está ameaçado de extinção.

sábado, 12 de agosto de 2017

Sarapó

Imagem retirada da Internet

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Osteichthyes
Ordem: Gymnotiformes
Família: Sternopygidae
Gênero: Sternopygus
Espécie: Sternopygus macrurus

Este peixe fluvial é encontrado no Brasil, Peru e Paraguai. Seu habitat são os rios, pântanos e riachos.
É carnívoro. Alimenta-se de pequenos invertebrados, principalmente larvas de insetos. Localiza suas presas através de impulsos elétricos.
A reprodução ocorre na estação chuvosa. Os machos se tornam territoriais durante essa época. Eles atraem as fêmeas com impulsos elétricos. Uma fêmea põe cerca de seis mil ovos, entre as plantas aquáticas. Quatro dias após a postura, larvas nascem dos ovos. Sete dias depois, começam a se alimentar sozinhas. Tornam-se adultas com um ano de idade.
O sarapó é muito apreciado como peixe de aquário. Não há dados suficientes quanto seu estado de conservação em natureza.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Chimpanzé Anão

Imagem retirada de "O Mundo dos Animais", Editora Nova Cultural

Classificação:
Filo: Cordados
Classe: Mamíferos
Ordem: Primates
Família: Hominidae
Gênero: Pan
Espécie: Pan paniscus

Também conhecido como bonobo ou chimpanzé pigmeu, este primata é endêmico do Congo. Seu habitat são as florestas tropicais.
Seu nome popular não deriva de seu tamanho, pois não é muito menor que o chimpanzé comum. Na verdade, ocupa um habitat relativamente menor, se compararmos com seu "primo". O chimpanzé anão é um animal social, que vive em grupos de cerca de 6 a 10 indivíduos. Alimenta-se basicamente de frutas e partes de plantas. Raramente come carne.
A reprodução ocorre aproximadamente a cada cinco anos. A mãe dá à luz a apenas um filhote por vez, num período de gestação de 240 dias. O filhote depende muito dos cuidados da mãe, principalmente nos primeiros meses de vida. Torna-se independente por volta dos 7 anos de idade, tornando-se adulto aos 13 a 15 anos de idade. A expectativa de vida é de 50 anos.
O chimpanzé anão está ameaçado de extinção devido à destruição de seu habitat.